10 Histórias arrepiantes de canibalismo dos dias atuais

1. O japonês que cozinhou e serviu seus próprios genitais por US $ 250 por prato

 

1

Auto-canibalismo? Em 2012, um japonês teve seus órgãos genitais removidos e, em seguida, temperados e cozinhados para cinco pessoas que pagaram. Mao Sugiyama, de 22 anos que é assexuado tinha sofrido voluntariamente uma cirurgia para removê-los. No entanto, o ilustrador levou seu pênis e escroto congelados para e organizou uma festa sombria.

Ele cobrou dos convidados cerca de US$ 250 por pessoa para comer sua genitália que foi decepada em Tóquio, Japão. Eles foram decorados com cogumelos e salsa. Antes de se aconchegar para o jantar, os hóspedes se sentaram para ouvir um recital de piano e participarem de um painel de discussão.

Mao, que atende pelo apelido de HC, tinha inicialmente pensou em comer seu próprio pênis – mas decidiu servir-lo, em vez disso. Ele cozinhou os órgãos genitais e ele foi supervisionado por um chef. Em um Tweet, ele se ofereceu para cozinhar seu pênis para um convidado por 100.000 yen. No entanto, ele finalmente decidiu dividir a “refeição” entre seis pessoas.

No total, cerca de 70 pessoas participaram do evento na ala Suginami em Tóquio. Enquanto as cinco pessoas comeram a genitália de Mao Sugiyama, o resto dos participantes comeram carne de vaca ou de crocodilo. As pessoas que comeram sua genitália foi um casal de 30 anos de idade, uma mulher de 22 anos de idade, um homem de 32 anos de idade, e Shigenobu Matsuzawa de 29 anos um planejador de eventos.

2. A mulher australiana que matou seu ex-marido e lhe serviu para os filhos dele

2

 

A primeira mulher australiana a ser condenado a prisão perpétua sem direito a condicional, Katherine Knight tinha um histórico de violência nas relações. Ela fez purê com as próteses de um de seus ex-maridos e cortou a garganta de um filhote de cachorro de oito semanas de idade, de outro marido diante de seus olhos. Um relacionamento aquecido com John Charles Thomas Price tornou-se de conhecimento público com uma ordem de apreensão por violência que Price tinha apresentado contra Knight.

Ela apunhalou Mr. Price 37 vezes com uma faca de açougueiro antes de esfola-lo e pendurar sua pele num gancho de carne em sua sala de estar em 2000. Ela, então, decapitou o homem e colocou a cabeça em uma panela no fogão, cozinhou a carne de sua nádegas com legumes e molho como acompanhamentos para servir aos filhos de Mr. Price.

Felizmente a polícia chegou a tempo e eles não comeram o jantar canibal macabro.

3. O homem punk rock que comeu seu próprio dedo, depois de perder em caso de acidente

3

 

David Playpenz de Colchester se envolveu em um acidente de moto em que ele machucou a mão. Quando ele mostrou para os médicos, alguns dias depois, um dos dedos estava preto, eles disseram que o dedo teria que ser amputada. Playpenz passou pelo procedimento e depois pediu para levar o dedo decepado. “Certo!” disse o médico, que não tinha ideia do que ele iria fazer.

Playpenz, que está na casa dos 30 anos é um fabricante de móveis e, aparentemente, ele sempre teve curiosidade sobre canibalismo. “Eu sempre me perguntei: Qual será o gosto da carne humana? Mas é tabu. As pessoas não podem praticar o canibalismo – é ilegal. Só então, ocorreu-me que ninguém poderia me lançar ao tribunal por comer minha própria carne. Eu decidi cozinhar meu dedo e saboreá-lo. Então eu satisfiz a minha curiosidade. “

Ele fotografou o evento para a posteridade e postou a coisa toda em sua página no Facebook, incluindo o dedo fervido.

4. O canibal que encontrou sua vítima on-line

4

 

A história arrepiante de como um canibal rastreou uma vítima voluntária e o comeu é suficiente para assustá-lo de usar a Internet. Armin Miewes nutriu um sonho de matar e comer um ser humano desde que ele tinha 12 anos de idade. Ele disse que uma vez imaginou colocando um colega de escola em um espeto kebab “e assá-lo lentamente.”

Demorou 29 anos e 430 contatos de e-mail para fazer seu sonho se tornar realidade.

Ele procurou vítimas dispostas em salas de chat anunciando para “jovens, bem construídos com idades entre 18 a 30 para o abate.”O técnico de informática de 41 anos de idade , eventualmente, fez contato com Bernd Brandes de 43 anos. O Berliner, que também era um técnico de informática, tinha vendido seu carro, escrito um testamento, e tirado o dia de folga para resolver o que ele chamou de “um problema pessoal”. Ele foi para a ‘casa em Rotenburg, região central da Alemanha, onde o par concordou em cortar o pênis de Brandess.

Miewes temperou com alho, sal, e pimenta e fritou numa frigideira antes dos dois homens comerem. Então ele filmou o esfaqueamento de Brandes no peito com uma faca. “Foi uma sensação indescritível para mim”, ele disse à polícia, em uma confissão. Mais tarde, ele fatiou 29 quilos de carne do corpo, que ele rotulado como “alcatra, bife, filé, presunto e bacon.” Ele armazenou as peças em seu congelador por sete meses, ocasionalmente removendo para fazer churrasco no seu jardim.

Miewes, que foi preso depois de uma dica de outro contato que tem os pés frios, será julgado por assassinato, já que o canibalismo não é um crime na Alemanha.

5. O canibal nu que foi morto pela polícia durante a mastigação do rosto de outro homem

5

 

Em 2012, foi relatado que um homem nu foi baleado e morto pela polícia em Miami, Florida, enquanto comia o rosto de outro homem que estava deitado ao lado dele em uma rodovia descrito por uma testemunha como ” a coisa mais horrível que eu já vi na minha vida “.

Rudy Eugene foi morto por um policial da cidade depois de se recusar a se afastar de Ronald Poppo, que ficou lutando por sua vida em um hospital depois de sofrer ferimentos graves. O incidente macabro ocorreu perto da MacArthur Causeway na porta do Miami Herald, com câmeras de segurança do jornal que filmou o evento.

Um policial se aproximou do homem pedindo que ele se afastasse do homem cujo rosto ele estava comendo. Depois que ele se recusou a sair o oficial abriu fogo, com testemunhas relatando pelo menos seis tiros disparados. 

Descrevendo a cena depois o oficial de polícia acrescentou: “O cara estava com pedaços de carne na boca e ele rosnava”.

6. O turista alemão que foi “comido por canibais” numa ilha do Pacífico

6

O turista alemão Stefan Ramin de 40 anos de idade que estava visitando a ilha de Nuku Hiva, no oceano Pacífico e desapareceu misteriosamente e foi encontrado restos dele em uma fogueira pertencente a uma tribo canibal. Mr. Ramin tinha parado na ilha como parte de uma expedição com  sua namorada Heike Dorsch de 37 anos em 2011.

A versão da namorada é que ele encontrou um guia, Henri Haiti, que o levou em uma caça de cabra – uma tradição popular em Nuku Hiva. No entanto, quando o guia voltou sozinho, ele disse que houve um acidente, antes de supostamente atacá-la e a amarra-la numa árvore. Heike disse que conseguiu escapar e contatar a policia. 

 

7. Os canibais russos que comeram seu próprio irmão

7

 

Em 2009, dois canibais comeram o próprio irmão, por seis meses, em um esforço para esconder o assassinato. Os irmãos, identificados apenas como Timur de 28 anos de idade e Marat de 23 anos de idade, admitiram ter matado o seu irmão mais velho Rafis e depois comê-lo na cidade russa de Perm Central.

A polícia começou a suspeitar quando os irmãos relataram o sumiço de Rafis, mas foram vagos sobre os detalhes. Depois de invadir a casa dos irmãos, a polícia encontrou o esqueleto de Rafis, que os irmãos tinham enterrado no jardim. Timur disse que ele comeu seu irmão porque ele não queria voltar para a prisão, ele já havia cumprido dez anos por assassinar o seu vizinho do lado.

Timur culpou seu irmão Rafis pela sua última passagem na prisão, Rafis o havia denunciado pelo assassinato do vizinho. Timur também disse que o irmão mais novo, Marat, haviam se aliado com ele na luta.

8. Os dois homem que comeram o seu amigo morto depois de se perderem na Sibéria

8

 

Dando adeus às suas famílias, quatro homens estavam em alto astral com uma jipe e partindo para uma aventura de férias tão esperada. Seu destino era para parte impenetrável da Sibéria oriental onde vagavam por ursos e lobos, onde apenas os mais resistentes exploradores se atrevem a pisar. O que aconteceu ao lado dos quatro viajantes russos é um mistério.

Dois dos homens retornaram vivos, um ainda estava desaparecido, enquanto o quarto homem Andrei Kurochina de 44 anos  – foi encontrado morto em circunstâncias estranhas. No início, acreditava-se que ele simplesmente morreu no frio extremo. Mas, então, a verdade chocante começaram a surgir. A polícia descobriu que ele tinha sido canibalizado, muito possivelmente ele foi comido por seu melhor amigo Alexei Gorulenko,  e por seu companheiro de aventura Alexander Abdullayev, para se manterem vivos.

Abdullayev de 37 anos de idade  insiste que eles comeram Kurochina só depois que ele morreu de causas naturais. No entanto, a polícia acredita nessa versão, e lançaram uma investigação de assassinato.

9. O chef que lentamente preparou sua esposa

9

 

Na noite de 18 de outubro de 2009, David Viens e sua esposa Aurora tiveram uma discussão. Finalmente farto, ele colocou fita em sua boca e amarrou seus pés. Na manhã seguinte ele ficou em pânico ao descobrir que Dawn tinha morrido na posição que ele a deixou amarrada e amordaçada. Isso é absolutamente terrível … mas isso não é nem a metade da história. Você vê, em vez de simplesmente chamar a polícia e se entregar, David veio com uma forma repugnante de se desfazer do corpo.

No momento da morte prematura de Dawn, David era o chef e proprietário do Thyme Cafe em Torrance, Califórnia, localizada na Baía Sul de Los Angeles. Em uma entrevista com os detetives, David simplesmente explica, “Eu a cozinhei lentamente, e eu acabei cozinhando-a por quatro dias.” David embalou o corpo de 47kg de sua esposa em um recipiente, usou pesos para mantê-la submersa em água fervente . Ele misturou o cadáver com vários outros resíduos de cozinha e despejou tudo ralo a baixo para um poço de gordura localizada na cozinha de Thyme Cafe. Os outros restos que ele não iria cozinhar foi embalado com sacos de lixo e jogado longe.

A única coisa que permaneceu foi o crânio de Dawn. David explicou na entrevista, “Essa é a única coisa que eu não queria se livrar de, no caso eu queria deixar em algum lugar.” Uh … então onde está o crânio? Ele alegou que colocou  no sótão da casa de sua mãe; mas quando os investigadores vasculharam a localização mais tarde naquele dia, eles não encontraram nada. 

A voz de David era assustadoramente calma enquanto dava a entrevista, que foi tomada em Março de 2011 e utilizada no tribunal durante o julgamento de assassinato. David ouviu a fita na sala do tribunal, juntamente com os jurados, que pareciam atordoados e revoltados na entrevista gravada em fita. As entrevistas foram tiradas enquanto David estava no hospital depois de tentar o suicídio quando soube que ele era um suspeito no desaparecimento de Dawn. Aparentemente, ele pulou de um penhasco de 24 metros … porque isso é totalmente o comportamento de um homem inocente.

10. A mãe canibal que alimentou a irmã e uma amiga com a carne do filho

10

 

Em 2008, um menino de oito anos de idade, foi esfolado e sua carne era comida pelas canibais, a mãe  de Mal Klara Mauerova, um membro de um culto religioso sinistro, chorou no tribunal ao admitir que torturara seu filho, Ondrej (que infelizmente não suportou os ferimentos e morreu), e seu irmão de 10 anos de idade, Jakub.

O tribunal também ouviu alegações de que a irmã e a amiga dela tiraram a  pele de Ondrej e depois comeram a carne dele crua. As crianças contaram como sua mãe e as outras os queimavam com cigarros,  os chicoteavam  com correias e tentavam  afogá-los.

O abuso doentio foi descoberto quando um homem em Brno, na República Checa, instalou um bebê monitor de TV para vigiar seu filho recém-nascido. No entanto, ele pegou um sinal a partir de um monitor idêntico ao lado que mostrou uma das vítimas sendo espancada, despida e acorrentado em uma adega.

Acredita- se que Mauerova tenha instalado a câmera  para que ela pudesse se vangloriar sobre o sofrimento de suas vítimas a partir do conforto de sua cozinha. A polícia foi chamada, e o menino e seu irmão, bem como o que parecia ser uma menina de 13 anos de idade, foram libertados. Naquela época, a polícia não percebeu que a suposta garota, na realidade era Barbora Skrlova de 34 anos ( A inspiradora do filme A órfã), uma dos torturadores das crianças. 

Mauerova admitiu que ela abusou seus filhos, mas ela disse que tinha sido manipulado por suas irmã Katerina e por Skrlova. Todas os três participavam de um culto chamado de Movimento do Graal, que afirma ter centenas de seguidores na Grã-Bretanha, bem como dezenas de milhares de outras pessoas em todo o mundo.

Fonte: Oddee 

ADD YOUR COMMENT